Vida boa bonita e barata

Posts Tagged ‘Vida saudável

Não pude deixar passar essa postagem do Facebook : trocar a esponja de plástico ou de metal pela bucha vegetal (aquela do banho) é um hábito sustentável pois a bucha é 100% biodegradável.
Como cita Ana Luiza Koehler, “a bucha vegetal é compostável, biodegradável. Dura uns 2 meses um pedaço desses, depois é só colocar na composteira que ela vira adubo!  Menos lixo e menos desperdício. Onde achar: talvez alguém próximo tenha uma planta que produza buchas em casa, vale perguntar! Ou em floriculturas e feiras livres. Normalmente se acha sem embalagem, grandona e mais barata que em mercados/farmácias.
Não risca louça, panela, etc. Ela é muito menos abrasiva que as esponjas de plástico. Ela é dura quando seca, mas depois que molha fica macia”.

vida3b-casa-esponja-natural-bucha-1

vida3b-casa-esponja-natural-bucha-2

vida3b-casa-esponja-natural-bucha-3

 

liliane-vida-saudavel-processador-frutas-portatil-1

Essa eu descobri com a colega de trabalho Liliane: ela leva pro trabalho um mini-processador de alimentos (vide foto acima) para fazer sucos de frutas. Ela comprou perto de casa por cerca de R$ 70,00, embora tenha achado na internet por algo em torno de R$ 1.000,00 (!).

As boas idéia de Liliane:

  • Permite consumir frutas rapidamente em locais onde não há espaço ou situação para comer frutas.
  • Uma boa opção em vez de comprar sucos de frutas industrializados ou pagar caro em lanchonetes locais. Mesmo sabendo que as frutas possuem agrotóxicos, ainda assim é mais saudável para o bolso e para o corpo.

Valeu pela dica, Liliane!

Tinha de publicar esses dois textos sobre sapatos fora de casa e como utilizar a borra de café (pó de café usado):

O de Camila Furtado, do site Tudo sobre minha mãe, que fala

Porque tirar os sapatos antes de entrar em casa

sapatos-fora-casa
Fonte (foto): Visão da cidade

Um dos melhores hábitos que adquiri morando na Alemanha foi o de não usar mais sapatos da rua em casa. A primeira vez que tive contato com essa prática foi há 13 anos quando eu ainda morava em Barcelona, cheguei numa festa na casa de uns suecos, toda produzida e pimba! Foi só dar um passos para dentro de casa que o anfitrião pediu para eu literalmente descer do salto. Logo me dei conta que aquele negócio de tirar os sapatos não era só uma mania de sueco louco, todos meus amigos da Europa do norte tinham o mesmo costume.

 

Quando deixei a vida de estudante na Espanha e me mudei para Alemanha percebi rápido que a prática de tirar os sapatos ia me poupar muito trabalho na vida. Em uma casa onde sapato da rua não entra, uma vassoura faz milagres. O chão se conserva limpo por muito mais tempo, e você não precisa ficar passando pano o tempo inteiro. Admito, incorporei o hábito por pura preguiça.

Depois que as crianças nasceram a regra do sapato começou a fazer mais sentido ainda, afinal quem quer o filho esfregando a cara no mesmo chão que acaba de pisar uma sola de sapato imundo? Para quem o bom senso não é suficiente, existem vários estudos científicos de universidades renomadas mostrando que na sola dos nossos sapatos mora a escória em termos de germes e bactérias.

Minhas visitas do Brasil geralmente precisam de um lembrete, mas os locais não entram em uma casa sem antes perguntar se devem tirar os sapatos. As crianças principalmente, estão super acostumadas. Nos jardins de infância (e até em algumas escolas primárias), eles têm os sapatos para usar fora e os sapatos para dentro, geralmente uma pantufa ou Crocs, dependendo da estação do ano.

Alguns podem achar meio exagerado, da mesma maneira que eu achei esquisito ter que tirar os sapatos antes de entrar na casa do meu amigo sueco há 13 anos atrás, mas hoje em dia, me dá até nervoso ver sapatos sujos sapateando na minha casa. Independente das bactérias, da falta de tempo para ficar passando pano no chão, eu acho que tirar os sapatos antes de entrar na nossa casa, e na casa dos outros, é um sinal de respeito. É como se a casa fosse um local sagrado, onde definitivamente não cabe sola nojenta da rua. Quando você – pelo menos pergunta – se deve tirar os sapatos antes de entrar em uma casa, você mostra que estima o fato de estar entrando em uma espaço íntimo, limpo e cuidado por alguém. (Pois é… limpo e cuidado pelo próprio dono da casa).

Enfim, essa é minha opinião e não estou aqui para convencer ninguém a nada, mas para quem ainda não adotou a prática mas quer tentar, uma boa idéia é comprar um banquinho bem bacana, com espaço para guardar os sapatos embaixo e deixar perto da porta da entrada. Assim todo mundo pode sentar, tirar e colocar seus sapatos com conforto. Deixar os chinelos que são usados em casa à mão também é fundamental, afinal quem quer (ainda mais no inverno) andar descalço pela casa? Se você já tem o chinelinho ali do lado, já coloca assim que chegar em casa e já manda a mensagem para os pés: “Estamos em casa, relaxe!”  Ah… e não esqueça de uns pares de chinelos extras para as visitas. Aqui em casa, a gente tem tanta havaiana, em tantos tamanhos, que qualquer visita acha uma que cabe.

O outro texto, do site Sou Tão Boa.com trazido pelo site Receitas e dicas rápidas explica

8 dicas úteis sobre para não jogar borra de café no lixo

borra-cafe borra-cafe-2
Fotos (fonte): Gshow, Itu.

Todos nós temos o hábito de jogar para o lixo as borras de café sem nunca nos ter passado pela cabeça se elas seriam úteis para alguma coisa. Pois a partir de agora vais deixar de o fazer, pois as borras de café têm algumas utilidades fantásticas, e vão-te ser muito úteis em diversos casos.
Ficam aqui algumas dicas para usares as borras de café!
1 – Desentope o lava louça:
É mesmo. À primeira vista o que parece ser um absurdo não o é? Mas as borras desentopem mesmo o lava loiça. Experimenta!
2- Dá um fim às formigas
É só fazer um caminho com a borra já seca e” bye-bye” formigas. Se não quiseres sujar o armário ou outro compartimento coloca num prato pequeno as borras que funciona igualmente. No jardim também consegues dar um fim nelas. Coloca o café coado inteiro em cima delas.
3- Elimina o maus cheiro do frigorífico
Basta colocares num pires as borras dentro do frigorífico. Podes também colocá-las dentro de um pacote de manteiga vazio e fazer uns furos na tampa.
4- Afasta os gatos do jardim.
Se o teu gato não gosta de usar a caixa de areia coloca um prato com as borras de café onde ele costuma ir e troca-o semanalmente.
5- Ótimo esfoliante de pele.
Basta seguires a receita:
1 chávena de borra de café quente
1/2 chávena de açúcar ou sal
1 colher de sopa de azeite
Espalha pela pele em especial pés e cotovelos. Deixa atuar alguns minutos e depois retira.
6- Elimina mau cheiro dos ralos.
Basta colocar meia chávena de borra de café no ralo e logo de seguida 5 chávena de água quente e adeus odor!
7- Adeus cheiro de alimentos nas mãos
Elimina cheiro a peixe, alho, cebola, coentro e muitos mais condimentos. É só esfregar a borra de café nas mãos e sai logo. De seguida é só lavar as mãos.
8- Fertilizante para as plantas
Coloca um pouco da borra de café nas plantas e jardim e elas ficarão mais belas e fortes. Por ser rica em nitrogénio ela é um excelente fertilizante, além de proteger as raízes contra fungos.

Dica postada no FaceBook, por Vladmir Avellar:

Como evitar o mosquito da dengue (e outros também)

cravo-e-limao-repelente-natural-mosquito

Cravos espetados em limão, afastam os mosquitos. Um repelente eficiente e barato. O limão aliado ao cravo, ajuda a combater o Aedes Aegypt. Faça como na foto – Enterre alguns Cravos em meio Limão. Faça isso com 3 ou 4 limões e espalhe pela casa.
Observação: trocar a cada dois dias.

Margarete Camargo Departamento de Fitossanidade FCAV-UNESP

Fonte: http://www.facebook.com/pages/Professores-Sofredores/310167222377505

O dr. Willian Honoratio Bates criou um método para quem tem problemas de refração ocular (miopia, astigmatismo) que em resumo procura exercitar os músculos oculares, que de fato nos fazem enxergar de perto e de longe. Problema de visão desta natureza é sinônimo de músculos dos olhos atrofiados por falta de uso.

O site Cura Pela Natureza.com.br explica o Método Bates para recuperar a boa visão, que se resume em:

  1. Empalmação
  2. Relaxamento
  3. Luminosidade
  4. Piscamento
  5. Visualização
  6. Focalização
  7. Imagem inversa
  8. Rotação
  9. Extremidades
  10. Leitura de cima para baixo
  11. Leitura de tipos miúdos

Dicas para quem fica muito tempo ao monitor:

  1. Faça descansos periódicos (empalmar).
  2. Pisque voluntariamente por três minutos, abrindo e fechando os olhos.
  3. Posicione o monitor na mesma altura dos olhos a uma distância de 50 centímetros.
  4. Tente minimizar os reflexos na tela alterando a posição do monitor ou das luzes, para que não incidam sobre os olhos.
  5. Verifique a iluminação na sala de trabalho para diminuir o esforço visual.

Eu particularmente já havia compreendido o conceito deste método por conta própria, mas não conhecia nenhum exercício prático, fora os famosos óculos terapêuticos “de redinha” (reticulados, pin-hole ou estenopeicos).

oculospinhole2
Fonte: 
http://www.visaonatural.org/2011/05/oculos-terapeuticos-reticulados-pin.html

Quem se interessar, tem este artigo que explica o método, e um divertido vídeo do programa do Jô, com um estudioso do tema.

programa-do-jo-visao
Fonte: 
https://www.youtube.com/watch?v=CZoC2e3tcfg

Dica do YAHOO Mulher

6 erros que devem ser evitados ao escovar os dentes

Por  10 de out de 2013
escovar_630

Por mais que os dentistas reforcem sempre a importância de uma boa escovação dental para a saúde geral da população, são poucos os adultos e crianças que fazem uma perfeita higiene dos dentes e da boca.

De acordo com o doutor Artur Cerri, coordenador da Escola de Aperfeiçoamento Profissional da APCD (Associação Paulista de Cirurgiões-Dentistas), a correta higiene dos dentes e da gengiva é um ponto crítico para toda a saúde bucal. “Mesmo quem escova os dentes no mínimo duas vezes por dia não está livre de doenças se essa tarefa não é realizada de maneira adequada. A cárie é a principal delas, mas a situação pode piorar com o tempo caso não haja uma mudança no padrão adotado. É o caso das inflamações e infecções, que podem, inclusive, migrar para outras partes do corpo”.

A seguir, o especialista aponta os seis principais erros cometidos ao escovar os dentes e ensina a adultos e crianças o que deve ser feito:

1. Escovar os dentes imediatamente após a refeição. 
“Logo depois das principais refeições, ou mesmo após comer uma fruta ou um doce, algumas pessoas seguem direto ao toalete para escovar os dentes. Apesar de ser uma atitude louvável – sinalizando que a pessoa se importa com a saúde bucal – vale ressaltar que o ideal é, primeiramente, fazer um bochecho com água para reduzir a acidez e só depois realizar a escovação. Dessa forma, a acidez bucal diminui e a correta higienização é facilitada – protegendo o esmalte dos dentes”.

2. Ser rápido demais na escovação.
“Infelizmente, ainda tem muita gente que escova os dentes ‘por obrigação’. Ou seja, a pessoa compreende a importância desse hábito diário saudável, mas é vencida pela preguiça – e acaba escovando os dentes rapidamente, sem fazer uma boa limpeza. É importante saber que uma boa escovação dental não acontece em menos de dois minutos. As pessoas ficariam surpresas ao saber quanto um minuto a mais de escovação pode fazer pela saúde bucal”.

3. Não dar a mesma atenção a todos os dentes. 
“É comum pessoas começarem a escovar os dentes com vontade e ir perdendo interesse aos poucos, limpando muito mal algumas partes. Tem gente, inclusive, que só usa fio dental nos dentes da frente. Isso está completamente errado! Dividindo a boca em quatro partes (lados direito e esquerdo, em cima e embaixo), devemos escovar cada parte por pelo menos trinta segundos – sem esquecer de escovar também a língua. Só assim estamos garantindo uma boca saudável, livre de cáries”.

4. Colocar muita força na escovação. 
“Está certo que um dos propósitos da escovação é remover manchas e restos de comida. Mas não é necessário limpar os dentes como se estivesse polindo prata. Ao aplicar muita pressão na escovação, quem acaba saindo no prejuízo é o esmalte dental, que tem justamente a função de proteger os dentes das bactérias. Além disso, o esmalte é a parte mais clara do dente. O ideal é fazer movimentos circulares, tendo em vista que escovar não significa esfregar com força. Para os que têm dificuldade em controlar a força, uma solução é adotar escovas elétricas com sensores de pressão”.

5. Não enxaguar o suficiente.
“Depois de uma correta escovação, enxaguar a boca é um passo muito importante e que muitas pessoas, por pressa, não dão a devida atenção. Ao lavar bem a boca, o indivíduo se livra de várias partículas, como restos de comida, que poderiam contribuir para a formação das temíveis placas bacterianas. Por isso, vale a dica: enxágue bem a boca antes e depois da escovação, com bastante água limpa e fria”.

6. Descuidar da limpeza e da substituição da escova. 
“A escova de dente é uma ferramenta fundamental para que seja feita uma perfeita higiene oral algumas vezes ao dia. Por ser bastante requisitada, ela também deve ser devidamente limpa logo após cada escovação para não acumular restos de alimento e se transformar numa colônia de bactérias. Além disso, esse instrumento tão importante para a saúde deve ser substituído por um novo ao menos três vezes ao ano. Existem modelos de escovas que indicam quando sua vida útil está chegando ao fim. O custo-benefício vale muito a pena, já que manter a saúde bucal é fundamental para ter boa saúde geral”.

Fonte: Prof. Dr. Artur Cerri, coordenador da Escola de perfeiçoamento Profissional da Associação Paulista de Cirurgiões-Dentistas (APCD).


Quem me mostrou essa dica foi a minha amiga Viviane Rangel, na rede social FaceBook:

conservando_alimentos

Nos dias de hoje, muitas pessoas acabam apelando para alimentos industrializados por estes durarem mais, ao preço é claro, dos muitos conservantes tóxicos que carregam. A seguir apresentamos 27 dicas das mais variadas para que seus alimentos durem mais e você possa sempre ter algo saudável para comer, e ainda melhor, evitando o desperdício.

Se você ama cozinhar mas odeia a vida limitada dos alimentos, aqui vão algumas dicas:

1. Cebolas guardadas em meia-calça podem durar até 8 meses.

Coloque as cebolas na meia-calça, e amarre nós entre cada cebola. Ainda por cima é uma obra de arte!

Fonte: Serious Eats: Storing Onions in Pantyhose?

2. Congele cebolinha numa garrafa de plástico.

Certifique-se de que a cebolinha esteja completamente seca antes de guardar, senão vai queimar no congelador.

Fonte: Lunch in a Box: Speed tip: Freeze chopped green onions in plastic drink bottles

3. Absorvedor de gás etileno para a geladeira.

Esses envelopinhos absorvem etileno emitido pelas frutas e vegetais para mantê-los frescos por até o triplo do tempo. Aqui tem uma lista útil dos alimentos que produzem etileno e das que são prejudicadas por esse gás.

Fonte:

– Savvy Sugar:12 Tricks to Make Groceries Last Longer and Save Cash 

– Amazon

4. Guarde ervas delicadas como flores, cubra com plástico, prenda com um elástico e refrigere.

Essa é a melhor maneira de guardar ervas delicadas como salsinha, manjericão, coentro, e cebolinha para ficarem frescos por mais tempo.

5. Trate ervas oleosas de maneira diferente.

Ervas oleosas, como tomilho, podem ser amarradas com uma corda e deixadas de fora.

6. Se você usa muitas ervas frescas…

Invista em um Herb Savor. Supostamente, fará suas ervas durarem por até três semanas.

Fonte: Amazon

7. Use uma solução de vinagre para que morangos durem por mais tempo.

Prepare a mistura de uma porção de vinagre (branco ou de maçã) e dez porções de água. Misture os morangos no vinagre, escorra, enxague, e coloque na geladeira. A solução fica diluída o suficiente para não desperdiçar o vinagre. Framboesas durarão somente uma semana e pouco, e morangos podem durar até duas semanas sem ficarem bolorentos e moles.

Fonte: Passion for Savings: How to Make Berries Last Longer!

8. Coloque spray de cozinha sobre o que sobrou de guacamole antes de colocar de novo na geladeira.

Existem inúmeras maneiras de manter o abacate verde, e óleo é uma delas. Você também deve manter o buraco no guacamole.

Fonte: One Good Thing by Jillee: TOP TEN “GOOD THINGS” FROM YOU!

9. Não guarde cebolas com batatas.

Assim estragam mais rápido. Em um lugar seco e arejado, cebolas duram de 2 a 3 meses.

Fonte: Thevspotblog: How to store fresh produce – From A to Zucchini. (And a handy printable.)

10. Guarde batatas com maçãs para não germinarem.

Fonte: Buzz Feed: 27 maneiras de fazer sua comida durar o máximo possível 

11. Uma maçã podre pode estragar todo o resto

Não é só conselho de vó.

Fonte: Daily Meal: 10 Ways to Make Food Last Longer 

12. Coloque um pouquinho de manteiga para cortar queijo. O queijo não endurecer.

Fonte: Daily Mail: 10 Ways to Make Food Last Longer 

13. Mais dicas para queijos:

Embrulhe em papel de queijo ou papel amanteigado (papel plástico NÃO) e depois coloque em uma sacola de plástico. Deixe na parte mais quente da geladeira (gaveta para vegetais ou gaveta para queijos).

Fonte: The Kitchn: How to Store Cheese: What To Do When You Get It Home

14. Congele e preserve ervas frescas em azeite de oliva.

As ervas vão expandir o óleo enquanto congelam, e as pedras de gelo são bem úteis para cozinhar: jogue uma e use como base para o prato. Funciona melhor com alecrim, sálvia, tomilho, e orégano. Endro, manjericão, e hortelã também devem ser usados frescos.

Fonte: The Kitchn: Freeze & Preserve Fresh Herbs in Olive Oil

15. Siga estas regras de onde guardar as coisas em sua geladeira:

A geladeira organizada: como guardar os alimentos nos melhores locais.

1) Mantenha fresco – deixe a temperatura em 5°C ou menor – um pouco mais quente e você corre o risco de ter bactérias nos alimentos.

2) Suas gavetas estão úmidas? Cheque as configurações de umidade das gavetas para vegetais e das gavetas para frutas. Cada uma deve estar na condição certa para manter a frescura ideal.

3) Ame os restos de alimentos – guarde os restos até 4 dias em recipientes de vidro transparente. Ver o alimento que está sobrando ajuda você a comê-las mais rápido!

4) Nunca misture – Não misture frutas, vegetais, e carnes na mesma gaveta – contaminação pode levar à deterioração e desperdício de alimento.

5) Prêmio na porta – não coloque seu leite ou outros alimentos que perecem rápido na porta de sua geladeira, onde a temperatura pode ser muito variável. Guarde o leite em uma zona segura, na estante do meio.

6) De baixo pra cima – guarde carne crua e frutos do mar na estante de baixo para evitar respingos contaminando outros alimentos. Embrulhe bem os produtos de carne.

7) Multidão organizada – ar precisa circular pelos alimentos para mantê-los frescos. Uma geladeira muito cheia ou empilhada pode criar pontos quentes e frios, causando deterioração.

8) Mantenha inteiro – não corte o alimento a não ser que esteja pronto para ser consumido, ou que vá congelar a porção inteira. Carne, frutas, e vegetais cortados, todos apodrecem mais rápido do que quando inteiros.

9) Rotação na geladeira – antes de ir ao supermercado, tire as coisas velhas de trás da geladeira e coloque na frente – assim você vê o que ainda tem no estoque.

10) Mantenha limpo – limpe enquanto estiver fresco ao derramar algo ou fizer bagunça, para manter sua geladeira organizada e limpa. Tire produtos expirados para economizar espaço e para sobras de alimentos fresquinhos e alimentos que você adora comer.

Fonte: Squawk Fox: Refrigerator Inventory: 5 Steps to a freshly frugal fridge

16. Guarde aspargos como flores cortadas

Tipo isso: Corte as raízes, coloque na água, e coloque uma sacola plástica sobre os aspargos e refrigere. Eles vão ficar maduros por uma semana ou mais, e esse truque pode ser usado com coentro e salsinha também. Veja aqui mais detalhes.

Fonte: Always Order Dessert: HOW TO STORE ASPARAGUS

17. Embrulhe o cacho de bananas em filme plástico.

Elas vão durar de 3 a 5 dias mais do que o normal, o que pode ser especialmente útil se você come bananas orgânicas. Bananas também produzem mais gás etileno do que qualquer outra fruta, então mantenha as bananas isoladas na bancada.

Fonte: Snap Guide: How to Keep Bananas Fresh Longer

18. Este truque usando papel toalha vai deixar sua salada fresquinha pela semana inteira.

O papel toalha vai absorver a umidade. Veja mais informações aqui.

Você também pode querer investir em um Salad Spinner, recipiente que gira a salada. Isso livra da humidade, que é a fonte de folhas murchas.

19. Embrulhe aipo, brócolis, e alface em papel alumínio antes de colocar na geladeira.
Vão ficar ‘crocantes’ por 4 semanas ou mais.

Fonte: Prepare Today Ward: Long-Term Produce Storage…Kind of…

20. Potes de vidro são seus amigos.

Eles providenciam uma alternativa mais saudável e duradoura do que tupperware de plástico, que pode estragar e manchar facilmente. Produtos durarão mais alguns dias se guardados em potes de vidro.

Fonte: Easy Street 2: Mason or Ball Jars For Storage 

21. Limpe sua geladeira.

Quando algum alimento estraga em sua geladeira, deixa um cheiro terrível de bolor pronto para conquistar algum novo alimento. Desinfete a geladeira, vai fazer tudo durar mais.

Fonte: Culture Press Releases: The Best Ways to Clean Your Refrigerator

22. Como guardar tomates:

Não guarde tomates em saco plástico! O etileno preso ali dentro vai ajudar a apodrecerem mais rápido.

Tomates ainda não maduros devem ser deixados com a raiz de ponta cabeça, em uma sacola de papel ou caixa de papelão fino, em uma área gelada até ficarem com a cor vermelha. Para amadurecer mais rápido, guarde com frutas. Os gases emitidos ajudarão a amadurecer os tomates.
Tomates maduros devem ser guardados em temperatura ambiente, ou na bancada longe da luz do sol, sobre papel, sem os tomates se tocarem, com a raiz para cima.

Tomates muito maduros devem ser colocados na geladeira, mas deixe chegarem à temperatura ambiente antes de comê-los.

Fonte: Yum Sugar: The Best Way to Store Tomatoes

23. Reutilize garrafas de plástico para fechar suas sacolas de plástico.
Certifique-se que o alimento esteja completamente seco antes de fechar a tampinha.

24. Mantenha gengibre no congelador.

Rala muito mais fácil desta maneira, e a casca rala tão bem que você nem precisa descascar. E ainda por cima dura por muito mais tempo.

Fonte: Low Carb Diets: Fresh Ginger – Tips for Storing and Use

25. Asse nozes, castanhas, ou amêndoas assim que chegar em casa do supermercado, e logo coloque no congelador.

Quando são assadas, ficam com mais sabor, duram mais, e sempre podem ser usadas em receitas propícias, assadas ou não. Espalhe em uma camada sobre uma assadeira, asse no forno em 175ºC por 15 minutos, ou até ficarem dourados e com boa fragrância.

26. Mantenha cogumelos em sacos de papel, não em sacos plásticos.
O saco plástico prenderá a umidade causando bolor neles. Coloque em um saco de papel na geladeira ou em um local fresco e seco.

27. Siga este guia útil sobre o que guardar na cozinha, e o que guardar na geladeira:

Temperatura ambiente ou despensa fresca: abacate, damasco, banana, cítricos, alho, kiwi, melão, nectarina, cebola, pera, pêssego, ameixa, abacaxi, batata.

Refrigere: maçãs, feijão, baga, brócolis, repolho, cenoura, couve-flor, aipo, cereja, milho, pepino, berinjela, gengibre, pimenta-jalapenho, folhas verdes, cogumelo, abobrinha.

Fonte: Thevspotblog:  How to store fresh produce – From A to Zucchini. (And a handy printable.)

Fonte:
– Fórum Anti Nova Ordem Mundial: 27 dicas para que os alimentos frescos durem o máximo possível

– Buzz Feed: 27 maneiras de fazer sua comida durar o máximo possível