Vida boa bonita e barata

Posts Tagged ‘Alimentação

Como fazer leite de outras origens, em casa:

Fonte: Facebook, Larissa Leal Gonçales. 29.02.2018

28277376_1810617938963059_2660714178846378331_n

Anúncios

Evitando alimentação não-saudável.

Este link do YouTube diz tudo sobre refrigerantes, salgadinhos e suco em pó. Nada que não saibamos, mas ele materializa essa informação de modo didático.

Se não puder ver o video acima, esta imagem a seguir  ilustra muito bem o conteúdo : a quantidade de açúcar consumido, bebendo uma lata de refrigerante por dia em um mês.

quantidade-acucar-refrigerante

Continue lendo »

Queria colocar dica útil sobre como economizar em alimentação.

Moro no município do RJ, onde (em janeiro de 2016) a inflação aliada ao aumento do salário-mínimo inspirou situações surreais: grandes redes de mercado (até com o nome “economia”) estão vendendo mais caro que outras redes, tradicionalmente mais caras (e que anunciam na mídia) e redes menores, locais.
Credito isso a custos altos de grandes estruturas versus a boa e velha concorrência (aliado a estoques antigos) (?).
Especificamente com o pão, vejo uma curiosa guerra no preço baixo do pão: numa padaria próxima (seguida pelas demais, também próximas) deu desconto de R$ 0,10 no preço do pão, traduzindo-se em 7 pães por R$ 2,00. Depois outras padarias passaram a oferecer 8 ou 10 pães pelo mesmo valor (R$ 2,00).
É claro que muitas vezes o pão  será menos assado, ou em tamanho menor, mas procurando, encontra-se pão “tradicional” no preço de 10 unidades por R$ 2,00.

Isso remete à um dos meus primeiros posts aqui, sobre como economizar no mercado. Procurando e pesquisando, economiza-se muito.

 

Alimentos para combater doenças

Fonte: http://yahoo.minhavida.com.br/alimentacao/galerias/13084-12-alimentos-para-combater-a-depressao/

A base é a produção cerebral da serotonina, mas há necessidade de “matérias primas” (chamadas de cofatores) fundamentais para sua síntese, como:
triptofano (aminoácido),
magnésio,
cálcio (minerais),
vitamina B6,
ácido fólico (vitaminas)

A seguir, conheça alguns alimentos para melhorar o sua saúde:

Castanha-do-pará, nozes e amêndoas: elas são ricas em selênio, um poderoso agente antioxidante.
Por dia é indicado 2 a 3 unidades de castanha-do-pará ou 5 unidades de nozes ou 10 a 12 unidades de amêndoas.

Leite e iogurte desnatado: ótimas fontes de cálcio, mineral que elimina a tensão e depressão.

Mel: estimula a produção de serotonina, neurotransmissor responsável pela sensação de prazer e bem-estar. 2 colheres de sobremesa, ao dia, são suficientes.

Ovos: fonte de tiamina e a niacina (vitaminas do complexo B). Recomenda-se é uma unidade por dia, no máximo. Quem tem colesterol alto deve se preocupar com o consumo em excesso, e evitar, principalmente a versão frita

Carnes magras e peixes: O triptofano, presentes nestas fontes de proteína aumenta a produção de serotonina, que é capaz de reduzir a sensação de dor, diminuir o apetite, relaxar, criar sensação de bem-estar e melhorar o sono. Se recomenda entre uma e duas porções por dia, principalmente peixes como atum e salmão.

Carboidratos complexos: ajudam o organismo a absorver triptofano e estimulam a produção de serotonina, que ajuda a reduzir as sensações de depressão. Alimentos fontes de carboidratos: pães, cereais integrais (trigo, arroz). A recomendação é de 6 a 9 porções diárias.

Aveia e centeio: são ricos em vitaminas do complexo B e vitamina E. Melhoram o funcionamento do intestino, combatem a ansiedade e a depressão. A recomendação é de 3 colheres de sopa cheia por dia.

Folhas verdes: Um dos alimentos ricos em folato (importante vitamina do complexo B) são as hortaliças folhosas verde-escuras (espinafre, brócolis, alface). O recomendado é a ingestão diária de três a cinco porções por dia.

Soja:  rica em magnésio (o segundo mineral mais abundante no nosso organismo). O magnésio aumenta os níveis de energia, combate o estresse porque tem propriedades tranquilizantes naturais, principalmente quando combinadas com cálcio.

Frutas: Melancia, abacate, mamão, banana, tangerina e limão são ricas em triptofano, aminoácido que ajuda na produção de serotonina. É recomendado o consumo de três a cinco porções de frutas diárias.

Laranja e maçã: fornecem ácido fólico. A laranja é rica em vitamina C, garante energia, ajuda a combater o estresse e previne a fadiga.

Banana e abacate: a banana é rica em carboidrato, potássio e magnésio. Também é fonte de vitamina B6, que produz energia.

Troque a farmácia pela feira. Mesmo chovendo no molhado, como diz sabiamente meu ex-sócio Vladmir Avellar,  a melhor farmácia está na feira perto de nossas casas. Parei de tomar anti inflamatórios depois que ouví reportagem na TV com nutricionista informando que tomate, cebola e alho são anti inflamatórios naturais. De dor de garganta a furúnculos, passando por topadas eventuais, esses alimentos curam o problema a partir do primiro dia.

Lavar as mãos previnem pelo menos 10 doenças, como diz esta matéria do MSN. Tem versão ilustrada aqui.

Como a matéria pode ser retirada da internet, segue resumo do primeiro link, acima:
10 doenças que você pode evitar ao lavar as mãos

Por MADSON MORAES
doenças como tosse, resfriado, gripe, infecção de olhos, de pele e infecções gastrintestinais, como a diarrei.a, por exemplo, podem sobreviver e se propagar por longo tempo. Mas podemos evitar 10 doenças apenas lavando as mãos?

As dez doenças apontadas são: infecção estomacal, respiratória, gripes, resfriados, diarreia, doenças de pele, espinhas, dor de garganta, infecções no ouvido e erupções na pele. Segundo a UNICEF e a OMS, é possível reduzir em até 40% a incidência de infecções, como a diarreia, com o simples ato de lavar as mãos.

Hábitos nocivos

Segundo Graff, alguns hábitos muito nocivos, por exemplo, são não tirar os sapatos ao chegar em casa vindo da rua e não lavar as mãos ao chegar em casa e antes das refeições. Mas mudar tais hábitos pode reduzir as doenças provocadas por micro-organismos.

Dicas simples e eficientes

No caso das infecções gastrointestinais e das diarreias, evite comer frituras nas ruas ou em locais sem higiene apropriada. Já no caso das gripes, resfriados e infecções broco-pulmonares, procure evitar locais fechados com aglomeração de pessoas como elevadores, metros e ônibus – o mesmo sendo válido para as infecções de garganta e do ouvido.

Outra dica é utilizar o álcool em gel, comprovadamente eficaz contra todos os tipos de germes (incluindo o vírus da gripe H1N1), além de matar 99,99% das bactérias.”

Outros links:
Lifebuoy  campanha