Vida boa bonita e barata

Archive for the ‘Saúde’ Category

Tive de compartilhar essa postagem do site Cura Natural, do Facebook: alimentos e as doenças que ajudam a curar.

 

Dicas de masoterapia para os dedos das mãos.

Fonte: Ernamaria-jsj.blogspot.com.br via Pinterest

masoterapia-1

 

Quando eu li essa materia do site Gadoo sobre como aliviar dores de cabeça sem remédios, experimentei na hora e funcionou.

Por isso recomendo essa técnica de massagens para se  livrar de dor-de-cabeça, exceção feita para dores de enxaqueca ou outras de origem tão ou mais grave.

Continue lendo »

Saúde com cebolas

Esse vídeo do canal Fatos desconhecidos do YouTube é genial sobre como a cebola pode influenciar positivamente em nossa saúde.
A cebola (alho, entre outros vegetais) é um antibiótico natural. Do famoso chá de cebola até colocar cebola nos pés, vale a pena ver as informações desse vídeo!

Como a salsicha, os nuggets e empanados são feitos

Esse texto precisa ser lido. Tirado do blog Fatos desconhecidos.

como-salsicha-feita

Assim como este vídeo, do chef Jamie Oliver.

Saúde do ossos

Texto extraído da matéria “Nove alimentos aliados da saúde dos ossos (e um inimigo)”, do Yahoo Minha Vida:

Leite

Para aqueles que não são intolerantes à lactose, é o principal alimento para fortalecer os ossos. Ele carrega a maior quantidade de cálcio, a substância mais importante para a formação dos ossos. É aconselhado pelo Ministério da Saúde que adultos com menos de 50 anos de ambos os sexos consumam 1000 mg de cálcio por dia, enquanto para aqueles que têm mais de 50 precisam de doses de 1200 mg. Um único copo de 250 ml de leite tem 300 miligramas de cálcio. “Por conter cálcio de origem animal, que é absorvido pelo organismo com mais facilidade, o leite é o alimento que tem ação mais efetiva contra a osteoporose”, diz a nutricionista Camila Leonel.

Derivados do leite

Se você não é um bebedor de leite, um copo de iogurte pode ser uma boa saída para incluir cálcio na sua dieta. Um copo de iogurte de 250 ml possui quase a mesma quantidade de cálcio que um copo de leite. “Existem muitos iogurtes que são enriquecidos com vitamina D, o que os torna um bom aliado contra a perda de cálcio nos ossos”, explica a nutricionista. O queijo age da mesma forma que o iogurte, e pode ser consumido até em versões livres de lactose, já que o cálcio continua presente no alimento mesmo assim.

Sardinha

Este peixe contém altas doses de cálcio e vitamina D, o que ajuda a deixar os nossos ossos mais fortes. Um prato com três sardinhas é tão ou mais benéfico para os ossos do que um copo de leite ou de iogurte.

Vegetais

Além de já serem reconhecidos como fontes de vitaminas, os vegetais, principalmente aqueles de cor verde, como brócolis, couve, couve-flor, espinafre e agrião, são excelentes para fortificar os ossos. Pesquisadores da Universidade de Berna, na Suíça, descobriram que a ingestão de grandes quantidades desses vegetais ajuda a aumentar a densidade óssea em até 3%, tudo isso porque esses alimentos são ricos em cálcio e vitamina D.

Soja

Os grãos de soja e seus derivados têm efeito benéfico na fortificação dos ossos. “A oleaginosa é rica numa substância chamada de isoflavona, que por ter a estrutura muito parecida com o hormônio feminino estrógeno, ajuda os ossos a absorver minerais. Por isso, ela é altamente recomendada para as mulheres que entraram na menopausa”, explica a nutricionista da Unifesp.

Salmão

Este peixe e outras espécies ricas em gorduras boas, como o atum e a truta, têm a melhor combinação para manter a saúde dos ossos: vitamina D, cálcio e ômega-3. “Com uma alimentação rica nesses nutrientes e o costume de fazer exercícios, fica muito mais difícil perder massa óssea”, explica Camila Leonel. Os óleos de peixe já são largamente usados para combater a perda de massa óssea causada pela menopausa, diminuindo assim as chances de osteoporose.

Nozes e castanhas

Elas podem fortalecer os ossos de inúmeras maneiras. O principal motivo é a quantidade de ômega-3 de origem vegetal que esses alimentos possuem. Segundo uma pesquisa feita pela Universidade da Pensilvânia, o ômega-3, encontrado nas nozes e em uma grande variedade de castanhas (amêndoas, pistache, amendoim) pode ter efeitos protetores sobre a saúde dos ossos. Segundo os autores do estudo, eles também contêm altas quantidades de cálcio em sua composição.

Linhaça

O consumo de sódio em excesso pode ser um gatilho para a perda de cálcio nos ossos. “O consumo regular de linhaça auxilia os rins a excretar água e sódio, e assim pode proteger os ossos da perda de cálcio”, explica a nutricionista Roberta Stella. Além disso, a linhaça é ótima fonte de ômega-3, gordura boa, que aumenta a densidade dos ossos.

Tomate

Rico em minerais como magnésio, ferro, fósforo, manganês e potássio, participantes importantes na formação dos ossos, ele cai bem em qualquer tipo de molho, salada e é fácil de colocar na dieta. Além disso, possui vitaminas A, C e licopeno- substância que dá a coloração vermelha ao tomate e que previne contra vários tipos de câncer.

Sal

O sal é um dos alimentos que mais prejudica os ossos, por ser a principal fonte de sódio. Este mineral dificulta a absorção de cálcio dos nossos ossos, fazendo com que fiquem mais suscetíveis a quebras e fraturas. Por isso, principalmente mulheres na menopausa, devem evitar o sal, procurando seguir as recomendações do Ministério da Saúde. Segundo Camila, a quantidade indicada pela instituição é de seis gramas de sódio por dia, mas a média de consumo entre os brasileiros é de 18 gramas por dia, o que explica o grande número de pessoas que sofre com a osteoporose.

Saúde

Como varizes não são exclusividade de mulheres, segue dica para minimizar esse problema(e quem sabe,evitar intervençãocirúrgica), transcrito do do blog Madame sabe o que diz.

vasinhos-varizes

Dicas para eliminar vasinhos e varizes

Além de ser chatas e feias, as mesmas ainda causam dor,desconfortos e problemas de circulação.
O que pode causar as varizes?
O principal fator é a genética,então se seus avôs,pais,tios e outros familiares tem varizes,então você é uma forte candidata a desenvolver varizes e vasinhos.
Diferença entre varizes e vasinhos:
Varizes- São aquelas veias dilatadas,elas perdem a elasticidade,ficando tortas e saltando da pele.Em tons azulados,podendo medir de 2 a 8 milímetros.
Vasinhos-São veias mais estreitas(finas),dando a impressão de risco de caneta,medindo até 1 milímetro com cores avermelhadas e arroxeadas.
Como prevenir Vasinhos e Varizes?
Uma ótima forma de prevenir essas inconvenientes é levar uma vida saudável,praticar alguma atividade física,está sempre bem hidratada e usar meia elástica.Dicas para eliminar vasinhos e varizes:
-Beber de 8 a 10 copos de água por dia
-Fazer caminhadas e alongamentos
-consumir óleo de milho,girassol e nozes
-Evite ficar em pé por longos períodos
-Controlar o peso

Receitinhas caseiras para eliminar vasinhos e varizes: Vinagre de maça-Aplique o vinagre de maça nas pernas e faça uma massagem em toda a área,em seguida deite com as pernas levantada.Flores de calêndulas- Ferva água com flores de calêndulas,espera esfriar e fazer compressas nas áreas afetadas.

Limão e bicarbonato de sódio- Colocar 2 colheres de sopa de suco de limão e 01 colher de chá de bicarbonato em um copo de água.Depois que efervecer tomar.

 

Tags:

Evitando alimentação não-saudável.

Este link do YouTube diz tudo sobre refrigerantes, salgadinhos e suco em pó. Nada que não saibamos, mas ele materializa essa informação de modo didático.

Se não puder ver o video acima, esta imagem a seguir  ilustra muito bem o conteúdo : a quantidade de açúcar consumido, bebendo uma lata de refrigerante por dia em um mês.

quantidade-acucar-refrigerante

Continue lendo »

Tratamento caseiro para os pés

Fonte: FaceBook, via Cristina Areias e INtense.
“Ingredientes mágicos e eficazes Fácil encontrados na fórmula de casa. Um pequeno balde, uma xícara de água morna ou quente, meia xícara de Listerine e meia xícara de vinagre branco. Cobrir o pé e calcanhares. Deixar os pés na água por 15 minutos, a pele morta começa a sair, senão, pode deixar mais 15 minutos, em alguns casos, é necessário lixar as calosidades, mas vai ser muito mais fácil do que o habitual.”

removendo-pele-morta

Troque o sal pelos temperos

Fonte: www.blog.saude.gov.br

Variety of spices

Usado para reforçar e potencializar o sabor dos alimentos, o sal de cozinha pode e deve ser parcialmente substituído por ervas e temperos que também realçam o sabor e evitam os males causados pelo excesso de sódio. Substância essencial para o nosso organismo, se ingerido acima do necessário, o sal pode desenvolver, entre outras, doenças cardiovasculares, renais e hipertensão arterial que, segundo pesquisa Vigitel 2012, atinge 24,3% dos brasileiros, e 50% dos acima de 54 anos.

O brasileiro consome mais que o dobro de sódio recomendando pela Organização Mundial de Saúde (OMS), que é cinco gramas diárias. No Brasil, em média, são ingeridos 12 gramas por dia, segundo a Pesquisa do Orçamento Familiar/IBGE. “Particularmente no Brasil, observa-se que a população utiliza sal e temperos à base de sal em excesso, tanto na preparação, quanto no consumo dos alimentos, e vem consumindo cada vez mais alimentos industrializados.”, alerta a nutricionista da Coordenação-Geral de Alimentação e Nutrição do Ministério da Saúde, Roberta Rehem de Azevedo.

Para reverter esses valores alarmantes, o Ministério da Saúde fechou acordo com a Associação Brasileira da Indústria de Alimentos (ABIA) para redução de até 68% do teor do sódio nos alimentos industrializados. O compromisso é diminuir esse ingrediente em 16 grupos de alimentos, entre laticínios, embutidos e refeições prontas. A meta é retirar 28 mil toneladas de sódio do mercado até 2020.

Uma forma de reduzir o sódio e continuar comendo bem é usar e abusar dos temperos e ervas naturais para substituir o sal. “A vantagem é a redução da ingestão de sódio e, na questão do sabor, recuperar e até redescobrir o sabor próprio dos alimentos, visto que o excesso de sal mascara outros sabores”, nos explica a nutricionista Roberta.

Às vezes a redução do sal pode ser percebida pela pessoa, mas o paladar irá se adaptar gradualmente a essa diminuição, segundo a especialista. “Evite a utilização de temperos prontos e caldos concentrados, eles são ricos em sódio. Utilize mais ervas desidratadas, temperos naturais, pimenta e sucos de frutas para temperar os alimentos”, sugere Roberta Rehem. Além disso, não é recomendado usar saleiro à mesa nem acrescentar sal depois que o alimento estiver pronto.

Chefe de cozinha e dono de restaurante em Brasília (DF), Daniel Vieira admite que o sal é importante para intensificar o sabor dos alimentos, mas que pode ser diminuído aumentando a quantidade de temperos, principalmente a pimenta. “Na devida quantidade, a pimenta potencializa o sabor na sua boca”, ressalta Daniel. Curta algumas dicas que Daniel deu ao Blog da Saúde para usar bem os temperos:

  •  Alecrim – Cabe muito bem com frango. Como é muito forte e seu sabor se sobressai, ele harmoniza com vários tipos de carnes, como a de cordeiro. Também pode ser usado com abobrinha e berinjela.
  • Alho poró – Ele é bem suave. Combina bem com queijos e risotos.
  • Cominho – Pode ser utilizado em carnes vermelhas e carnes de caça (javali, jacaré) com sabores mais fortes e exóticos.
  • Coentro – Coentro pode ser usado com peixes de água salgada e moquecas.
  • Gengibre – Pode ser usado gengibre em muita comida, mas combina bem em molhos, peixes e frango.
  • Açafrão da terra – Muito usado na galinhada.
  • Manjerona – Carnes vermelhas, carne bovina e molhos a base de tomate.
  • Manjericão – Pizza, massas, carnes e saladas.
  • Pimentas – Tem o poder de ressaltar o sabor da comida, mas tem que tomar cuidado com a quantidade para não dominar todo o sabor no prato.
  • Salsinha – Pode ser utilizada em peixes e base de molhos.
  • Tomilho – Combina muito bem com legumes assados e também com molhos.