Vida boa bonita e barata

Vida 3B: estilo de vida (1)

Posted on: janeiro 13, 2011

Acredito que se possa ter lazer sem enfiar muito a mão no bolso. Claro que tem de escolher, mas as opções estão aí:

Cinema: Se você é de alguns estados do Brasil (RJ, SP, BH, DF), o CCBB possui cabines de vídeo e um amplo catálogo para quem curte cinema em vídeo. É claro que o Homem-Aranha 3 não vai estar lá, mas os grandes clássicos estão disponíveis, basta ir até lá e escolher o filme por título/autor (e marcar dia/horário, normalmente no dia seguinte) já que o catálogo não está disponível online. Como qualquer programa gratuito, é de bom tom avisar com alguma antecedência se não puder ir.
Sites de descntos como o Peixe Urbano e Grupo On são uma opção de conseguir ingresos em conta.
Se for assinante de grandes jornais , ou correntista de grandes banco você pode conseguir ingressos pela metade do preço.

Cursos: não importa a área, se o bolso está curto, desde ONGs (vide este túnel do tempo), até instituições como o SENAC (vide mais este túnel do tempo, de 2009) ou a prefeitura de sua cidade (vide este, do RJ) disponibilizam cursos gratuitos. No momento em que digito estas linhas eu mesmo estou fazendo um curso gratuito numa ONG.

Teatro: a prefeitura mais uma vez possui ações nesse sentido (novamente, um exemplo no RJ). Há ainda empresas de fomento ao teatro como Star Palco e Cãmara de Arte.

Saúde: Claro que há a rede de saúde pública – hospitais, postos de saúde e UPAs; a dica nesse caso é procurar locais bem localizados (zona sul) ou entidades da área de saúde que façam atendimento gratuito. P. ex., algumas fundações de saúde prestam atendimento gratuito desde que encaminhados por médicos da rede pública. Já fiz psicanálise desta maneira, certa vez.

Uma outra saída é fazer um plano de saúde. Se tiver alguém na família que tenha e puder entrar como dependente, ótimo. Mesmo o plano mais barato sai mais em conta do que pagar consultas e serviços avulsos. Bem, tem de se analisar o tempo de carência também, claro.

Quando se fala em “atividades/serviços gratuitos” subentende-se sem honorários/ingresso/matrícula/mensalidade, pois, mesmo para quem está sem grana, há o custo de deslocamento, alimentação (já diz o ditado, saco vazio não pára em pé) e em caso de cursos e saúde, despesas com materiais e remédios.

Enfim, há como correr atrás, com qualidade, mesmo sem gastar muito.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: